Pages

Subscribe:

30 de janeiro de 2015

Por causa de colapso de abastecimento, populares rompem adutora e queimam pneus em rodovia federal no RN


protestoUntitled-2Untitled-3Untitled-1Fotos: Chico Leite (Blog O Cobra)
Os moradores da Cidade de São Francisco do Oeste/RN, realizaram um protesto na manhã desta quinta-feira (29), fechando rodovia federal BR 405. Eles queriam providencias das autoridades quanto a falta de água, e principalmente, porque passa por dentro da cidade uma adutora de engate rápido que leva água para Pau dos Ferros. O Blog Sidney Silva, conversou com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais local, Nelson Mandela, que confirmou que o protesto teve inicio logo cedo por volta das 06 horas. Foram queimados pneus e um cano da adutora foi danificado.
A adutora de engate rápido que passa na cidade traz água da barragem Santa Cruz em Apodi. Por volta das 10hs, Nelson Mandela, foi convocado para uma reunião na com diretores da Caern. Eles firmaram um acordo para que em 8 dias, seja instalado um ramal da referida adutora que levará água para São Francisco do Oeste.
“Nós estamos firmando esse acordo, mas, se no prazo que está sendo estabelecido, não for resolvido o problema de falta de água em nossa cidade, vamos voltar a protestar. Nossa  gente já está cansada de esperar pelas promessas, agora nós queremos que a solução e tem que ser imediata“, disse Nelson Mandela.
Fonte:Sidney Silva

Bodó discute o Grito da Seca

DSC02774 (1)Logo mais às 10 h, acontece na câmara municipal de Bodó, Audiência Pública sobre o Grito da Seca.
Segundo o presidente do legislativo bodoeosnse, José Airton, a prioridade principal do município é agua.
“Temos que priorizar ações que visem o abastecimento das nossas comunidades, num período tão difícil de estiagem que assola a nossa população”, justificou o vereador.
Vlaudey Liberato

Saúde divulga dados da dengue no RN


dengueO RN apresentou 13.369 casos notificados como suspeitos de dengue, entre o início de 2014 até o dia 03 de janeiro de 2015, o que aponta uma queda de 46,45%, em comparação ao total de notificações referentes ao ano de 2013 (24.965 casos). Os números foram divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), por meio do Programa Estadual de Controle da Dengue, e são referentes à Semana Epidemiológica nº 53.
Quanto aos óbitos, foram notificados 41 casos suspeitos, dos quais se confirmaram 25. Esses dados mostram uma redução de 21% em relação ao ano de 2013, quando foram registrados 52 casos suspeitos. A letalidade da doença também caiu: de 28,68%, em 2013, passou para 16,34%, em 2014, correspondendo a um decréscimo de 43,02%. Do total de municípios do RN, 55 apresentam alta incidência da doença, 34 estão com média, 62 com baixa e 16 com incidência silenciosa.
No entanto Kristiane Fialho, da equipe técnica do Programa Estadual de Controle da Dengue, alerta que “é importante a população tomar os cuidados básicos de prevenção: armazenar a água parada com proteção, limpar periodicamente as caixas d’água, deixando-as tampadas, evitar recipientes que acumulem água, prestar mais atenção a possíveis depósitos de água, como pneus e telhados, além de armazenar corretamente o lixo e não jogá-lo em terrenos baldios”.

Selecionados no Sisu podem fazer matrícula a partir de hoje

A partir de hoje (30), os candidatos selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) devem providenciar a matrícula nas instituições de ensino. O prazo vai até terça-feira (3). O candidato deverá verificar, na instituição em que foi aprovado, o local, horário e os procedimentos para a matrícula.
O Sisu seleciona estudantes para vagas em instituições públicas de ensino com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição, o Sisu oferece 205.514 vagas em 5.631 cursos, em 128 instituições. O sistema registrou quase 2,8 milhões de inscritos.
Aqueles que não foram selecionados na primeira opção de curso poderão aderir à lista de espera do sistema. Para isso, deverão acessar o boletim pessoal na página do Sisu e clicar no botão correspondente à participação na lista. O prazo de adesão vai até 6 de fevereiro.

29 de janeiro de 2015

Aos 14 anos, aluno de escola pública passa em medicina na Federal de Sergipe


Conquistar uma vaga numa faculdade de medicina já é uma vitória a qualquer vestibulando. E o se candidato em questão não tiver sequer terminado o ensino médio na escola pública? José Victor Menezes Teles, 14, obteve nota no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) suficiente para ser calouro do curso de medicina da UFS (Universidade Federal de Sergipe) esta semana.

O garoto de corpo franzino é aluno do 1º ano do ensino médio do Colégio Estadual Murilo Braga, em Itabaiana (SE), a 52 km da capital, Aracaju. Ele conta que sempre gostou de ler, estudar e apontou os pais, ambos professores da língua portuguesa na rede pública, como principais motivadores.
Segundo o garoto, ele se dedicava a 5 horas de estudos por dia, fora o tempo da escola. Para treinar, usou a estratégia recomendada por dez entre dez professores: fazer provas anteriores. Se ele percebia dificuldades, como foi o caso de assuntos de química e física, buscava reforço.

Veja os cursos mais procurados no ProUni;Termina hoje o prazo para se inscrever

Termina hoje (29) o prazo de inscrição no Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições podem ser feitas pela internet, na página do programa. Também hoje, os candidatos têm acesso às últimas notas de corte. Até a noite de ontem, o ProUni registrou 1.196.340 inscritos. Administração era o curso mais procurado, com 230.657 inscrições, segundo balanço do Ministério da Educação (MEC).

O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 2 de fevereiro. Os selecionados deverão comparecer às instituições para comprovar as informações prestadas na inscrição de 2 a 9 de fevereiro. No dia 19 será divulgado o resultado da segunda chamada. Aqueles que não forem selecionados, poderão participar da lista de espera nos dias 2 e 3 de março.

O programa oferece bolsas no ensino superior privado com base nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste ano, serão ofertadas 213.113 bolsas – 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas serão para 30.549 cursos, em 1.117 instituições de ensino superior privadas.

Uma vez por dia, o ProUni calcula a nota de corte, que é a menor pontuação para ficar entre os prováveis pré-selecionados para cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total dos candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência. O candidato que desejar pode mudar de opção até o final do período de inscrição.

De acordo com o MEC, a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição, não sendo garantia de pré-seleção para a vaga oferecida. A nota de corte pode ser consultada no portal do ProUni no link Pesquisar bolsas.

Podem concorrer às bolsas estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. É preciso ainda comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser de até três salários mínimos.

Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Enem de 2014 e obtido, no mínimo, 450 pontos na média das notas. Além disso, não pode ter tirado zero na redação. Outra condição é que ainda não tenha diploma de curso superior.

Professores do quadro permanente da rede pública de ensino que concorrerem a cursos de licenciatura também podem participar do ProUni. Nesse caso, não é necessário comprovar a renda.

Veja os cursos mais procurados no ProUni:

1. Administração - 230.657
2. Direito - 208.095
3. Pedagogia - 119.214
4. Engenharia civil - 115.544
5. Ciências contábeis - 107.779
6. Psicologia - 95.394
7. Enfermagem - 93.161
8. Educação física - 91.158
9. Fisioterapia - 70.922
10. Serviço social - 65.186

Bodó: Câmara Municipal Realiza Audiência Pública Nesta Sexta-feita(30)


                                           


O Presidente da Câmara Municipal de Bodó, José Airton Assunção Gomes, está realizando, juntamente com os demais vereadores de Bodó, uma Audiência Pública nesta sexta feira dia 30 de janeiro de 2015, as 09 horas no Plenário Lauro Miranda de Assunção, na Casa legislativa, situada na rua São Pedro - Bodó-RN.
O tema será: "Grito da Seca", e acontecerá em duas etapas: A primeira será dia 30 e a segunda no dia10 de fevereiro de 2015, na Câmara Municipal da cidade de Caicó-RN, lá serão apresentados todos os encaminhamentos discutidos e aprovados por todos os outros municípios do Seridó.
As autoridades locais, os representantes de associações e demais instituições, já foram todos convidados, portanto, caro bodoense, sinta-se convidado também para participar e debater sobre esse importante assunto que agora não é uma problemática apenas do Nordeste, mas de todo Brasil.

Cidades do interior do Estado farão Carnaval 2015 apesar da seca


Macau recebe cerca de 300 mil visitantes no Carnaval. Foto - Canindé Soares
 
Da Tribuna do Norte - O baixo volume de água nos reservatórios do Rio Grande do Norte não vai impedir a realização do carnaval nas cidades que tradicionalmente promovem o evento. As prefeituras de Macau e Caicó confirmam a programação para os quatro dias de folia, mas apenas a primeira cidade terá reforço de 30% no abastecimento fornecido pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN). O Ministério Público do Estado (MPRN) não recomendou a suspensão da festa, mas o Comitê de Combate à Seca deve discutir o assunto. Segundo o MPRN, a cidade de Apodi, na região Oeste, também confirmou programação para os dias de Momo.
 
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Macau tem população estimada em 31 mil pessoas. Esse número, durante o carnaval, segundo estimativas da Prefeitura Municipal, aumenta mais de 900% e a cidade recebe aproximadamente 300 mil visitantes. Para atender essa demanda, a CAERN vai ampliar a oferta diária de água de 11.760 metros cúbicos para 15.288 metros cúbicos. Ou seja: serão disponibilizados 3.528 m³ a mais, diariamente.
 
Atualmente, a maioria dos reservatórios do Estado encontra-se em situação crítica com os índices abaixo dos 20% da capacidade total. Oito cidades (Tenente Ananias, São Miguel, Paraná, João Dias, São Francisco do Oeste, Antônio Martins, Luís Gomes e Carnaúba dos Dantas) estão situação de colapso no abastecimento e mais 146 municípios estão em estado de calamidade.
 
O titular da SEMARH, Mairton França, informou que, apesar do cenário crítico, não há uma recomendação formal direcionada aos prefeitos sobre como economizar água durante o carnaval. O assunto poderá ser discutido na primeira reunião deste ano do Comitê de Combate à Seca. O encontro está previsto para a primeira quinzena de fevereiro, ou seja, pode ocorrer às vésperas do carnaval que, este ano, começa no dia 14 de fevereiro. “O carnaval deve ser tema durante o encontro. Acho complicado realizar a festa em cidades que estão em situação preocupante, como Caicó”, colocou.

Ex - prefeito de Lagoa Nova Erivan assume articulação do governo Robinson no Seridó


DSCN0400
O ex-prefeito Erivan Costa irá atuar no governo Robinson Faria, prestando serviço na governadoria ao lado do secretário de articulação com os municípios, Hudson Pereira de Brito. Erivan Costa irá exercer a função de articulador do governo na região do Seridó.

MPF em Assu quer ponto eletrônico e divulgação das jornadas de profissionais do SUS

O Ministério Público Federal (MPF) em Assu emitiu duas recomendações aos prefeitos de 20 cidades do Vale do Açu. A primeira requer a instalação, em 60 dias, de registro eletrônico de frequência para os servidores vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e a divulgação dos horários de atendimento dos médicos e odontólogos. Já a segunda é voltada para que prefeituras utilizem o Banco de Preços disponível no portal do Ministério da Saúde na internet, antes de qualquer nova aquisição de medicamentos e insumos de saúde.

Autor das recomendações, o procurador da República Victor Queiroga ressalta que o controle social é princípio fundamental para as atividades de saúde pública no Brasil. Sendo assim, informar à população sobre o horário de atuação dos servidores do SUS, bem como buscar melhores condições para aquisição de medicamentos e insumos, integram obrigações do poder público em relação à sociedade.

“É direito do cidadão saber os horários de atendimento de médicos e odontólogos vinculados ao SUS, tanto para contribuir com o controle do cumprimento de tais horários, como também para evitar esperas e filas desnecessárias”, destaca uma das recomendações. O documento requer a instalação de quadros que informem aos usuários das unidades de saúde o nome dos médicos e dentistas em exercício, detalhando a especialidade e o horário de início e término da jornada.

As informações devem estar expostas em local visível na recepção das unidades e o quadro deverá alertar também que o registro de frequência dos profissionais ficará disponível para consulta de qualquer cidadão. Dados sobre local de atendimento e horário de trabalho desses profissionais também deverão ser disponibilizados pela internet. O prazo é de 60 dias para que as prefeituras cumpram o recomendado.

Gestão - “A expedição dessas recomendações é parte de uma estratégia nacional do Ministério Público Federal de atuação na área da saúde, tendo em vista o grande volume de verbas federais destinado a essa importante política pública, e tem como objetivo, além de dar transparência na informação ao usuário do SUS, permitir que os gestores públicos se mobilizem para a solução de problemas que nada têm a ver com os recursos destinados à saúde, que são muitos, mas sim com a gestão do serviço”, destaca o procurador.

Recomendações semelhantes já foram expedidas pelo MPF a gestores municipais de outras regiões do estado. Caso não adotem as medidas recomendadas, os prefeitos estarão passíveis de responder judicialmente pela omissão.

Dados - Em relação ao Banco de Preços da Saúde, o MPF aponta que o próprio Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde revelou, na chamada “Carta de Recife”, que são praticados excessos no mercado de insumos, em prejuízo da administração pública. Daí a necessidade urgente de buscar formas de evitar esses prejuízos.

O objetivo do Banco de Preços é facilitar o controle social dos gastos das prefeituras com a área de saúde, como também permitir melhores condições de negociação para o setor público. O Ministério Público Federal cobra que as administrações municipais providenciem, dentro de 60 dias, a inserção das informações sobre as futuras compras nesse mesmo banco de dados.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o Banco de Preços em Saúde a melhor ferramenta para regulação de mercado, com alto grau de eficiência. Além disso, a ferramenta permite às prefeituras, gratuitamente, atender a exigências quanto à publicidade e transparência de suas despesas com essas aquisições.

Confira abaixo a lista de municípios pertencentes à área de atuação da PRM Assu:

Afonso Bezerra
Alto do Rodrigues
Angicos
Assu
Bodó
Campo Grande
Carnaubais
Fernando Pedroza
Galinhos
Guamaré
Ipanguaçu
Itajá
Lajes
Macau
Paraú
Pedro Avelino
Pendências
Santana do Matos
São Rafael
Triunfo Potiguar