Pages

Subscribe:

13 de abril de 2011

Estácio compra a Fatern por R$ 22 milhões

 
A Estácio Participações S.A. adquiriu a segunda faculdade em Natal e se tornou a segunda maior instituição de ensino superior na capital potiguar. O grupo anunciou ontem a aquisição da Faculdade de Excelência  Educacional do Rio Grande do Norte (Fatern) por R$22 milhões. A negociação, segundo o presidente nacional da Estácio, Eduardo Alcalay, durou cerca de três meses, período considerado curto para uma operação como essa. Em fevereiro, o grupo comprou a Fal por R$12,5 milhões. Segundo Eduardo Holder, diretor geral da Fal, quando a Estácio comprou a instituição já estava de olho em outras.

Natal já é o terceiro maior mercado da Estácio no Nordeste. Fica atrás apenas de Fortaleza (13 mil alunos) e Salvador (9 mil). Com a nova aquisição, o grupo passa  a deter 8,5% do mercado potiguar. Com oito mil alunos, somando os matriculados na Fatern, o grupo, que já era dono da antiga faculdade Câmara Cascudo, perde apenas para a UNP. O próximo passo, segundo Eduardo Alcalay, presidente nacional da Estácio, é investir na ampliação das três faculdades em Natal e seguir rumo a liderança. Só na Fal, o grupo pretende investir R$8 milhões este ano.

Não foi fácil convencer os donos da Fatern, que já vinham sendo assediados por outros grandes grupos há vários anos. A última conversa com os investidores terminou por volta das 2h30 de ontem. A Fatern acabava de ser vendida. Segundo Sidney Brito, um dos donos da instituição, a expectativa é transformar a Fatern na maior faculdade do estado. É aí que entra a Estácio. “Ou a gente bancava este crescimento ou se associava a grandes grupos. Prefiro ver a faculdade crescendo do que não ter como bancar este crescimento”, afirma Sidney.

Com a venda, segundo ele, a faculdade reduz custos e ganha em escala, já que todos os processos realizados pelo grupo são compartilhados. Nos próximos meses, a faculdade passará por um processo de expansão. Mais nove cursos serão criados. Segundo Eduardo Holder, diretor geral da Fal, o objetivo da Estácio é se tornar líder no estado. “Eles não entram no mercado para brincar. Entram para ser os maiores e os melhores”. Hoje, a Estácio possui 230 mil alunos  espalhados pelo País. Está presente em 36 cidades de 17 estados brasileiros e é o maior grupo de ensino superior no Brasil e um dos dez maiores do mundo, segundo o presidente nacional. A meta é dobrar o número de alunos nos próximos anos. O grupo já planeja novas aquisições. “Talvez não mais em Natal. Com três faculdades -Fal, Fatern e a antiga Câmara Cascudo – estamos bem servidos”, afirma Eduardo Alcalay, presidente nacional do grupo.

1 comentários:

  1. Ótima notcia, só assim o monopolio do ensino privado que a UNP faz com seus preços absurdos será quebrado muito breve. Longa vida a Estácio.

    ResponderExcluir